Keiny Andrade/AE
Keiny Andrade/AE

Ricardo Gomes minimiza derrota e foca Copa Libertadores

Técnico do São Paulo criticou o árbitro Rodrigo Martins Cintra, que expulsou Xandão no segundo tempo

AE, Agencia Estado

21 de fevereiro de 2010 | 20h49

Ricardo Gomes procurou neste domingo minimizar a derrota para o Palmeiras por 2 a 0. Na rápida entrevista coletiva após o clássico, o treinador procurou defender os jogadores, o trabalho feito até aqui e ressaltou o foco na Copa Libertadores.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Palmeiras 2x0 São Paulo

linkExpulsão não é desculpa, dizem são-paulinos

linkSão-paulinos e palmeirenses são detidos após brigas

linkJuvenal ironiza pedido do Goiás por Fernandão

lista PAULISTÃO - Leia mais sobre a competição

PAULISTÃO 2010 - lista Tabela | tabelaClassificação

"Gostei do time no primeiro tempo. O segundo não dá para analisar. Mas durante o campeonato fomos bem em outros jogos, estamos na frente do Palmeiras na classificação. Nós também estreamos bem na Libertadores. Agora temos uma decisão na quinta-feira", afirmou o técnico, referindo-se ao jogo contra o Once Caldas, na Colômbia.

Sobre a derrota para o Palmeiras, Ricardo Gomes culpou a arbitragem do árbitro Rodrigo Martins Cintra. "Ninguém pode dizer que o São Paulo não jogou bem. O clássico foi decidido em um detalhe, que foi o juiz", acusou Ricardo Gomes, que não poupou palavras no ataque ao árbitro.

"O juiz não está aqui para ser o ator principal. Ele decidiu o jogo. O que vai ficar é o resultado, mas o juiz não tem o direito de interferir", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.