Ricardo Gomes minimiza sequência ruim do São Paulo

O técnico Ricardo Gomes minimizou os problemas que vem tendo no São Paulo com a sequência ruim de resultados desde a volta aos jogos após a Copa do Mundo - foram três derrotas e um empate. Segundo ele, a fase negativa no Brasileirão não irá influenciar o time na partida desta quarta-feira, contra o Inter, no Beira-Rio, pela semifinal da Libertadores.

ANDRÉ AVELAR, Agência Estado

27 de julho de 2010 | 14h27

Enquanto o São Paulo vive má fase, o Inter passa por um momento exatamente oposto, com quatro vitórias nos últimos quatro jogos do Brasileirão. "Não importa se o Inter é favorito. A competição mais importante é a Copa do Mundo e não confirmou os favoritos. Não faz diferença (o favoritismo adversário), isso não ajuda nem atrapalha", explicou Ricardo Gomes.

Depois de fazer um treino fechado para a imprensa nesta terça-feira, Ricardo Gomes não quis confirmar a escalação do São Paulo para enfrentar o Inter. Ele, no entanto, garantiu a presença entre os titulares dos atacantes Fernandão e Dagoberto, ambos recuperados de dores musculares. Já o recém-contratado Ricardo Oliveira ficará como opção no banco de reservas.

Assim, apesar do mistério feito por Ricardo Gomes, o São Paulo deve começar a decidir a vaga na final da Libertadores com a seguinte formação: Rogério Ceni; Miranda, Alex Silva e Richarlyson; Jean, Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos e Junior Cesar; Dagoberto e Fernandão. Mas há possibilidade de o zagueiro Xandão ganhar a vaga de Richarlyson na defesa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão PauloRicardo Gomes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.