Ricardo Gomes pede para o São Paulo dosar o ritmo

Depois de um primeiro tempo em que dominou o adversário, o São Paulo sofreu na etapa complementar e chegou a correr riscos na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Ricardo Gomes gostou do que viu, mas diz que o time precisa aprender a dosar mais o ritmo durante as partidas.

AE, Agencia Estado

20 de agosto de 2009 | 12h37

"Ainda tem muito trabalho pela frente. O time deu uma caída no final. É até natural porque o ritmo está muito intenso, uma pegada muito forte, mas que temos que dosar mais", disse Ricardo Gomes.

Para as próximas partidas, o comandante são-paulino não quer que o time canse e passe a ser pressionado pelos adversários. "Tivemos 30 minutos impressionantes. É bonito de se ver, o problema é que acabamos pagando por isso", completou.

Depois de marcar o gol logo aos 20 minutos, o volante Richarlyson, que atuou improvisado na zaga, foi um dos que sentiu o cansaço no final. Combativo na defesa e com boa apresentação no ataque, o jogador ganhou elogios do técnico, apesar da queda de rendimento nos últimos minutos do jogo.

"Pensei em levar o Richarlyson para o Bordeaux, mas, na época, não tínhamos condições", revelou Ricardo Gomes. "A vontade de vencer dele é impressionante. Além disso, a capacidade de jogar de volante, na lateral, na zaga é conseguida com raça e dedicação", avaliou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.