José Luís da Conceição/AE
José Luís da Conceição/AE

Ricardo Gomes se diz feliz com a atuação são-paulina

'O Washington recebeu bola de tudo que foi jeito', afirma o técnico do time tricolor, num exemplo

MARCIUS AZEVEDO, Jornal da Tarde

19 de julho de 2009 | 21h09

A atuação no clássico contra o Santos não encheu os olhos do técnico Ricardo Gomes. Ele gostou apenas dos primeiros 25 minutos de cada tempo do São Paulo. Mas aprovou o novo esquema tático que colocou em campo, novamente com três zagueiros e um meio de campo mais forte.

Veja também:

linkSão Paulo, com dois gols de Washington, ganha do Santos

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"O time ficou mais vivo, mais rápido", comentou. "Temos de evoluir por aí. Sentia que faltava velocidade. Vamos tentar evoluir, ainda está longe de ser o ideal, mas o jogo está mais rápido, com mais variações. Junior Cesar chegou mais, Jean também... O meio mais leve. Isso vai dar boas situações para Washington e Borges", completou.

Ricardo Gomes elogiou principalmente o desempenho de Dagoberto e Marlos. Segundo o técnico, eles conseguiram criar muitas situações de gol. "Achava que faltava mais velocidade e conseguimos com o Dagoberto e o Marlos. O Washington recebeu bola de tudo que foi jeito", afirmou, citando o atacante que fez os dois gols da vitória sobre o Santos e ainda perdeu mais duas boas chances.

O técnico, porém, não quis adiantar se Washington será mantido no time titular para pegar o Internacional, na próxima quarta-feira , em Porto Alegre, ou se Borges voltará após cumprir suspensão. "Vamos falar disso na segunda, na terça. O Borges foi importante contra Flamengo e Atlético (Mineiro), quando jogou sozinho", lembrou Ricardo Gomes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.