Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Ricardo Gomes testa São Paulo e exibe dúvidas na lateral direita e no ataque

Técnico não define quem joga na lateral-direita e no ataque

Estadão Conteúdo

26 Outubro 2016 | 13h54

O técnico Ricardo Gomes começou a esboçar na manhã desta quarta-feira a escalação do São Paulo para o duelo com o América Mineiro, no Independência, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, e indicou que já tem a formação quase toda definida, com exceção do titular da lateral direita e de um dos nomes do ataque para o confronto da próxima segunda-feira.

Em um trabalho tático que contou com a presença do zagueiro Maicon no time titular - ele cumpriu suspensão automática no duelo do último fim de semana contra a Ponte Preta -, Ricardo Gomes escalou uma formação inicial com nove nomes: Denis; Wesley, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt e Thiago Mendes; David Neres e Kelvin.

Durante a atividade, o treinador fez algumas mudanças. Ele trocou Wesley por Buffarini, que também retorna após cumprir suspensão automática, depois completando o time com Cueva e Pedro Bortoluzo. No final, Ricardo Gomes testou a equipe titular com Chavez no lugar de Pedro Bortoluzo, enquanto Wesley retornou na vaga de Buffarini.

Assim, Ricardo Gomes mostrou que as suas dúvidas nesse momento para o confronto com o América-MG estão na lateral-direita - Buffarini ou Wesley - e no ataque, entre Chavez e Pedro Bortoluzo.

Com essas dúvidas, o São Paulo deve encarar o América-MG com a seguinte formação: Denis; Wesley (Buffarini) Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes e Cueva; David Neres, Kelvin e Pedro Bortoluzo (Chavez).

Embalado por duas vitórias consecutivas, o São Paulo está em 11º lugar no Brasileirão, com 42 pontos, com sete de vantagem para a zona de rebaixamento e sete atrás do último time dentro do G6, a zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.