Divulgação
Divulgação

Ricardo Goulart está próximo do Palmeiras, diz vice do Cruzeiro

Atacante que está na China foi sondado para voltar ao Brasil, mas clube mineiro esbarrou na questão financeira

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2018 | 20h23

Ricardo Goulart está próximo do Palmeiras. A revelação partiu de Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro. Ele afirmou que o meia deve voltar ao futebol brasileiro na próxima temporada e que ele está próximo do Palmeiras. A informação foi publicada inicialmente pelo site Superesportes e confirmada pelo Estado.

Machado afirma que teve contato com o empresário de Ricardo Goulart, que foi um dos destaques das conquistas dos Brasileiros de 2013 e 2014 pelo time mineiro. Dono dos direitos econômicos de Goulart, o Guangzhou Evergrande, da China, levantou a hipótese de uma troca pe Goulart pelo meia Arrascaeta, mas o Cruzeiro descartou. “Eu vejo ele (Ricardo Goulart) muito próximo do Palmeiras. Por uma questão financeira”, disse o dirigente.

Nesta semana, Ricardo Goulart esteve na Academia de Futebol do Palmeiras. Ele foi conhecer a estrutura do Centro de Excelência e analisar a possibilidade de fazer sua recuperação de uma artroscopia no joelho.

Ricardo Goulart é amigo de Alexandre Mattos

Goulart é amigo do diretor de futebol Alexandre Mattos, que levou o jogador do Goiás para o Cruzeiro, em 2013. Em Minas, foram bicampeões brasileiros. O atacante também é próximo de Luiz Felipe Scolari, que foi seu técnico no Guagzhou Evergrande, da China, de 2015 a 2017.

Aos 28 anos, Goulart é um sonho antigo da diretoria do Palmeiras. O clube já tentou sua contratação em janelas anteriores de transferência, mas esbarrou nas altas cifras. No início do ano, o Cruzeiro chegou a oferecer 15 milhões de euros (R$ 64 milhões), em três parcelas, mas os chineses recusaram a oferta.

Ele marcou 21 gols nesta temporada pelo Guagzhou, atual segundo colocado no Campeonato Chinês. Diante de sua lesão, o técnico Fabio Cannavaro tem escalado Paulinho, Anderson Talisca e Alan. Na China, as equipes podem ter apenas quatro estrangeiros no elenco e somente três podem ser relacionados para os jogos.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.