Divulgação
Divulgação

Ricardo Goulart se despede do Cruzeiro e diz que espera voltar

Destaque no bicampeonato brasileiro da equipe, meia se despede dos companheiros: 'Ficar na história do clube é o mais importante'

Estadão Conteúdo

13 de janeiro de 2015 | 13h29

A manhã de terça-feira foi de despedida no Cruzeiro. Vendido ao Guangzhou Evergrande, da China, o meia-atacante Ricardo Goulart foi ao centro de treinamento do clube, a Toca da Raposa II, para uma última conversa com os seus companheiros. Ele aproveitou também para fazer um balanço de sua passagem vitoriosa pelo Cruzeiro, lembrando que superou forte concorrência para ser titular, e declarou que espera retornar um dia ao time.

"Desde a minha chegada eu sabia que ia ser difícil ser titular desta equipe. Na minha posição estava o Diego Souza, depois chegou o Júlio Baptista. Tinha de mostrar o meu valor. Graças a Deus, eu consegui mostrar minha imagem para a torcida, para a diretoria. Ficar na história do clube é o mais importante. Estou saindo de cabeça erguida. Foram dois anos inesquecíveis, o Cruzeiro vai ficar marcado no meu coração e espero um dia voltar."

Ricardo Goulart estava no Cruzeiro desde 2013 e conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro, em 2013 e 2014, e um do Campeonato Mineiro, em 2014. Na última temporada, ele foi o artilheiro do time, com 24 gols, e chegou a ser convocado para a seleção brasileira por Dunga.

O jogador garantiu estar animado com a chance de atuar no futebol chinês, mesmo que a liga do país não seja uma das principais do mundo. "Aconteceu muito rápido essa transação, o Cruzeiro foi beneficiado e eu também. Sabemos que o futebol chinês está crescendo muito, vai ser uma nova etapa na minha vida. Espero crescer profissionalmente e como pessoa", afirmou Ricardo Goulart, avaliando que a sua transferência foi boa para todas as partes envolvidas.

"Sempre sonhei quando estava na base em ser campeão brasileiro, e o Cruzeiro me deu essa oportunidade, graças a Deus eu consegui este bicampeonato. Tenho uma família por trás, que depende do meu esforço, do meu trabalho, creio que vai ser uma nova etapa de muita felicidade. Futebol é muito rápido, quando eles querem, eles podem. Ambas as partes foram favoráveis, estou saindo de cabeça erguida, com o carinho de todos no clube, principalmente da torcida, que me acolheu, acho que ela entende. A vida segue, espero um dia voltar."

Com 38 gols marcados em 106 partidas pelo clube, Ricardo Goulart se mostrou grato pelo apoio que recebeu da torcida do Cruzeiro nos dois anos em que atuou pelo time. "Obrigado pelo carinho de todos, que foram ao estádio, que sempre me deram apoio, hoje chegou a minha hora de partida. Fica um até breve, obrigado pelo carinho, pelo apoio, um dia eu voltarei."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.