Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Ricardo Oliveira destaca ajuda para ser artilheiro no Santos

Atacante ressalta participação de toda equipe em seus gols

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2015 | 19h37

Artilheiro do Campeonato Paulista, Ricardo Oliveira repete a dose no Campeonato Brasileiro. O atacante do Santos é agora o goleador isolado da competição, com cinco gols em oito rodadas. "Sou o camisa 9 do time para isso, para fazer gols. Mas sem a ajuda dos meus companheiros isso seria impossível", afirmou o autor do único gol no clássico contra o Corinthians, neste sábado.

O veterano de 35 anos, que renovou contrato para jogar o Brasileirão, chegou ao 17.º gol na temporada. Após a vitória na Vila Belmiro, Ricardo Oliveira reconheceu que o resultado diante do Corinthians foi importante para o Santos. Não só para tirar o time da zona de rebaixamento, mas também para tranquilizar o ambiente no clube. "Espero que esse jogo seja um divisor de águas na nossa temporada".

O resultado deve dar tranquilidade ao treinador Marcelo Fernandes, que não pôde dirigir o time neste sábado porque estava suspenso. Quem comandou a equipe foi o auxiliar técnico Serginho Chulapa.

Marcelo Fernandes está ameaçado e só não deixou o cargo porque o presidente Modesto Roma Júnior não pôde contratar o técnico Oswaldo de Oliveira - o Comitê Gestor do clube vetou o retorno do treinador. Serginho Chulapa disse, em entrevista coletiva, que não se importaria se o clube acertasse com Oswaldinho. "Eu e o Marcelo somos funcionários do clube. E é a diretoria é quem manda. O Oswaldo é nosso amigo. Se ele voltasse daria uma força", disse.

O fato de o Comitê Gestor ter vetado a contratação de um treinador abriu uma crise na diretoria. Por isso a permanência de Marcelo Fernandes ainda corre risco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.