Atlético-MG/Site oficial
Atlético-MG/Site oficial

Ricardo Oliveira desencanta e Atlético-MG vence URT no Campeonato Mineiro

Centroavante experiente marca o seu primeiro gol com a camisa do alvinegro

Ricardo Magatti, especial para o Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2018 | 21h50

Depois de dois jogos sem vitória, o Atlético-MG sofreu, mas conseguiu vencer a URT por 1 a 0 neste domingo à noite, no estádio Zama Maciel, em Patos de Minas, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. O gol da vitória atleticana foi marcado pelo centroavante Ricardo Oliveira, que desencantou com a camisa do novo clube.

+ TEMPO REAL - URT 0 x 1 Atlético-MG

+ Arrascaeta marca de voleio, Cruzeiro vence América e se isola na ponta do Mineiro

O jogo foi muito aberto e, não fosse a pontaria do adversário, o Atlético poderia ter saído de campo sem a vitória. Em quatro jogos, havia vencido apenas uma vez, empatado outras duas e sido derrotado em uma outra. O gol salvador de Ricardo Oliveira saiu aos 45 minutos da etapa final, em uma bela cavadinha.

O resultado alça a equipe alvinegra à terceira posição, com oito pontos, mais próxima de América-MG e Cruzeiro, os primeiros colocados do Estadual e que estão dois e cinco pontos à frente do Atletico, respectivamente. A primeira derrota da URT, que também tem oito pontos, significou a perda do terceiro lugar para o próprio Atlético, que leva a melhor no saldo de gols (3 contra 2).

Com um problema dentário, o técnico Oswaldo de Oliveira, que já havia ficado de fora dos treinos até o final desta semana, não esteve em Patos de Minas para o duelo. Ele foi substituído pelo auxiliar Luiz Alberto da Silva e se juntará à delegação atleticana em Rio Branco, no Acre, onde a equipe enfrentará o Atlético-AC, na próxima quarta, pela Copa do Brasil.

O primeiro tempo em Patos de Minas foi fraco tecnicamente. Veloz e mais inteira fisicamente, a equipe mandante foi melhor e ficou mais perto de abrir o placar. Na melhor chance do primeiro tempo, a URT não marcou com Jean Carioca por um capricho. Ele aproveitou saída errada da zaga adversária, e, como Victor estava muito fora do gol, tentou a finalização por cobertura, mas a bola passou perto da trave e saiu.

Muito organizada e consistente na saída para o ataque, o time de Patos de Minas não teve dificuldade para segurar o ataque atleticano, que teve a melhor oportunidade de gol nos pés de Roger Guedes, que apareceu dentro da área para finalizar e assustar o goleiro Carlão.

No segundo tempo, a URT continuou bem postada e o Atlético seguiu muito dependente das perigosas faltas de Otero. Em uma delas, o venezuelano assustou Carlão em chute de muito longe. Os donos da casa responderam com Felipe Alves, que obrigou Victor a fazer boa defesa em chute de fora da área.

Passada a metade da etapa final, o jovem atacante Marco Túlio entrou em campo e melhorou o desempenho ofensivo do Atlético. Rápido e habilidoso, ele deu trabalho para a defesa adversária, mas não foi capaz de ser decisivo. Esta tarefa ficou para o veterano Ricardo Oliveira, que recebeu bom passe de Otero e deu uma cavadinha para encobrir o goleiro adversário e garantir a vitória atleticana aos 45 minutos da etapa final. Foi o primeiro gol do centroavante com a camisa do novo clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.