Ricardo Oliveira é dúvida no Santos

O atacante Ricardo Oliveira é a dúvida do técnico Emerson Leão para o jogo de quarta-feira em Quito, contra o El Nacional, pela Libertadores da América. É que nesta terça-feira a juíza Maria Fernanda Queiros da Silveira deverá decidir a questão judicial entre a Portuguesa de Desportos e o atleta. Uma decisão favorável ao clube do Canindé irá tirar o jogador dessa partida, até que os advogados consigam sustar os efeitos da sentença.Ricardo Oliveira está jogando por decisão do Tribunal Superior do Trabalho, que garantiu seu direito de atuar pelo Santos. O Departamento Jurídico do Santos está acompanhando à distância o caso, mas esperam uma decisão favorável ao atleta. Caso isso não ocorra, há ainda a possibilidade de recurso que garanta a participação de Ricardo Oliveira na partida em Quito. Também a intimação do jogador pode não chegar a tempo, já que o Santos está no Equador.Se Ricardo Oliveira ainda é dúvida, Leão já definiu que Preto entra no lugar de André Luis, lesionado na coxa esquerda, para formar a dupla de zaga com Alex. Nesta segunda-feira pela manhã, a delegação deixou o Brasil e na terça-feira deverá realizar treinamento em Quito, quando os jogadores terão a oportunidade de se movimentar numa altitude de 2.850 metros.Adversários - O El Nacional é o último colocado do grupo e conquistou apenas um ponto. Essa má posição, entretanto, é um dos obstáculos que os santistas deverão transpor na partida de quarta-feira. "Ninguém chega à Libertadores por acaso e vamos respeitar o El Nacional, um time que vai dar tudo para conseguir uma vitória sobre o Santos, o líder do grupo", disse o lateral-esquerdo Léo.Para ele, essa gana de vencer será ainda reforçada pela altitude, que favorecerá o adversário nesse jogo em casa. "Temos informações de que é complicado jogar lá por causa da altitude, mas vamos atuar como sempre e, havendo muito cansaço, seremos substituídos", disse o meia Elano, que nunca disputou uma partida nessas circunstâncias.O Santos venceu as duas partidas que disputou na Libertadores da América e Leão conta com uma vitória para que seu time encerre o primeiro turno com nove pontos, livrando uma diferença de cinco pontos sobre o segundo colocado, o América de Cali. "Uma vitória é fundamental e nos deixará bem próximos do objetivo, que é a classificação", disse o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.