Ricardo Oliveira fica no Bétis

Não demorou nem um dia a crise de relacionamento entre o atacante brasileiro Ricardo Oliveira e a diretoria do Bétis. Depois de uma reunião com o presidente do clube, Manuel Ruiz de Lopera, nesta quinta-feira, o jogador recuou da intenção de deixar o clube. Ontem o artilheiro chegou a ameaçar abandonar o Bétis caso um ?problema financeiro? não fosse solucionado. "Ontem disse que era um problema que podia ser resolvido comfacilidade pela minha parte e pela parte do Bétis, e assimaconteceu", comentou o atacante. Ricardo Oliveira não deu detalhes sobre o problema e limitou-se a dizer que o impasse estava em "uma cláusula do contrato que foi assinado".O brasileiro, no entanto, fez questão de dizer que não pediu "maisdinheiro nem um aumento de salário" ao Bétis. Ele garantiu também que o salário estava sendo pago "pontualmente", pelo clube. "Não me arrependo do que disse ontem porque acredito que só divulguei algo para que fosse resolvido", argumentou. O jogador explicou que não jogou na terça-feira contra oMônaco, pela terceira fase preliminar da Liga dos Campeões, porque"estava com dor no tornozelo, mas isso não teve nada a ver com esteproblema". O atacante se colocou à disposição de Lorenzo Serra Ferrer,técnico da equipe, para jogar no sábado contra o Barcelona pelaSupercopa. "Melhoro a cada dia, e o médico disse que é uma torção normal",ressaltou o jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.