Ricardo Oliveira minimiza irritação ao ser substituído por Dorival em Bogotá

Atacante mostrou insatisfação ao ser trocado por Copete

Estadão Conteúdo

20 de abril de 2017 | 00h42

Já passava da metade do segundo tempo contra o Independiente Santa Fe quando o técnico Dorival Júnior resolveu fazer mudanças no ataque do Santos e trocou Ricardo Oliveira por Copete. O veterano, contudo, não gostou da decisão e descontou sua frustração em chute num copo d'água ao sair do gramado.

"Tem hora que você acha que pode continuar e ajudar. Não queria sair, mas é normal. Existe sempre o respeito ao Dorival", disse o atacante, em entrevista ao Sportv, após o empate sem gols em Bogotá, em jogo do Grupo 2 da Copa Libertadores.

"Faz parte do jogo, só queria permanecer para ajudar. Não vai ter bronca. [Mas estamos] Super de boa. Eu só queria ajudar", reforçou Ricardo Oliveira, substituído aos 25 minutos do segundo tempo.

Na entrevista coletiva, Dorival Júnior preferiu não valorizar o episódio de irritação do experiente jogador. "Normal. No banco ele já estava ajudando", disse o treinador, também minimizando a atitude de Ricardo Oliveira.

Apesar do empate, o Santos manteve a liderança da chave na Libertadores. O time brasileiro chegou aos cinco pontos, sendo seguido de perto pelo próprio Santa Fe, com quatro. A terceira colocação da chave está com o The Strongest, que tem quatro pontos, mas saldo de gols inferior ao time colombiano. O Sporting Cristal completa o grupo, com dois pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.