Ricardo Oliveira não viaja com o São Paulo para o Sul

Ainda sem receber a liberação da diretoria do Betis, o atacante Ricardo Oliveira não viajou com o restante dos jogadores do São Paulo para jogar a segunda partida da Libertadores da América contra o Internacional, na quarta-feira, no Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre.O empréstimo do jogador ao clube brasileiro se encerrou na última quinta-feira e o presidente do clube espanhol, José León Gómez, se nega a prolongar o acordo para a disputa da finalíssima da competição sul-americana. Com isso, o avante segue sem treinar com os demais são-paulinos.Segundo o Departamento de Registro da CBF, o São Paulo, com o objetivo de se precaver, prorrogou o contrato de Ricardo Oliveira para o dia 17 de agosto, no dia 12 de abril, data em que o nome do atacante foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID). Este fato, inclusive, segundo a entidade, dispensa uma nova publicação do atleta no BID.Desde abril, a CBF guarda a chegada da autorização do Betis para efetivamente validar o novo prazo do vínculo do jogador com o São Paulo. O time paulista já conseguiu todas as autorizações complementares com a Fifa e a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).O São Paulo, no entanto, preferiu esperar um documento oficial liberando o artilheiro. A diretoria da equipe paulista vai esperar até o último momento para poder contar com jogador.Oliveira, que era esperado para chegar na Espanha no último sábado - prazo estipulado pelo Betis na semana passada -, poderá viajar para a capital gaúcha na tarde de quarta-feira, horas antes do confronto com o Internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.