Maurício de Souza
Maurício de Souza

Ricardo Oliveira promete novo Santos após vitória na Vila

Atacante comemora resultado positivo diante do Figueirense

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2015 | 20h54

O Santos derrotou o Figueirense por 3 a 0 neste sábado, na Vila Belmiro, conseguiu fazer as pazes com a torcida e amenizou a pressão sobre a equipe. Após quatro rodadas sem um resultado positivo, o time alvinegro deixou o gramado com o sentimento de dever cumprido e o capitão da equipe, Ricardo Oliveira prometeu que essa será a postura da equipe a partir de agora.

"Tivemos alguns momentos que deu para ver mudanças e o espírito da equipe foi diferente. Nos fechamos, fizemos uma reunião e falamos que a situação não poderia mais continuar daquele jeito. A partir de hoje, esse é o nosso espírito", disse o atacante santista.

Para Ricardo Oliveira, o resultado sobre o Figueirense foi construído graças a muita "raiva" dos companheiros. "Chegamos no limite. Não dá para tirar como parâmetro o jogo com o Goiás, onde tivemos uns 15, 18 minutos horríveis. Somos um time que briga pelo jogo e não podemos mudar a nossa forma de jogar. Entramos com raiva e vontade para vencer", explicou.

Outro destaque da partida, o meia Lucas Lima admitiu que os jogadores sentiram o fato de Marcelo Fernandes deixar de ser treinador. "A gente sabia que o Marcelo não tinha culpa do que vinha acontecndo. Tivemos a mudança dentro de cada um e por isso o resultado foi positivo", explicou.

"Faltava entrega maior do grupo, algo que teve hoje. Tecnicamente, quando a gente se entrega, é difícil ganhar da gente", assegurou o meia, que marcou um belo gol diante do Figueirense. O Santos volta a campo no próximo domingo para encarar o Palmeiras, no Allianz Parque.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.