Mohammed Dabbous/Reuters - 18/05/2012
Mohammed Dabbous/Reuters - 18/05/2012

Ricardo Oliveira rescinde contrato com o Al Jazira e pode voltar ao País

Atacante de 33 anos está sem clube e diz estar aberto à possibilidade de retornar ao Brasil

Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 12h36

SÃO PAULO - O atacante Ricardo Oliveira anunciou nesta terça-feira, através de sua assessoria de imprensa, que rescindiu o contrato que tinha com o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. Agora sem clube, o veterano de 33 anos deixou em aberto a possibilidade de retornar ao Brasil, onde já atuou por Portuguesa, Santos e São Paulo.

"Voltar a jogar no Brasil é uma possibilidade real, mas também tenho outras conversas. Vou pensar com a minha família e decidir o que for melhor para nós", declarou o atacante, que já avisou que enquanto não definir o seu futuro não dará entrevistas à imprensa.

O São Paulo foi o último clube de Ricardo Oliveira no Brasil, com sua segunda passagem pelo clube em 2010. Desde então, foram quatro temporadas pelo Al Jazira, na qual comprovou sua fama de artilheiro. Somente em 2013, foram 32 gols marcados em 41 jogos, além de 12 assistências.

Mesmo sendo importante para a equipe, o atacante garantiu que a rescisão aconteceu de forma amigável. "Minha passagem pelo Al Jazira foi muito boa, me tornei ídolo e só tenho a agradecer tudo o que fizeram por mim. Estou cheio de motivação para buscar títulos e por isso decidi buscar novos desafios."

Ricardo Oliveira foi revelado nas categorias de base da Portuguesa e se destacou no Santos antes de ir para a Espanha, onde atuou por Valencia e Betis. De volta ao Brasil, foi bem no São Paulo e despertou novamente o interesse da Europa. Dessa vez, atuou por Milan, Zaragoza e novamente o Betis antes de retornar para jogar no São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
FutinterfutebolRicardo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.