Ricardo Oliveira: santistas surpresos

Dirigentes santistas foram surpreendidos com a decisão do desembargador Antônio Saldanha Palheiro, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que concedeu liminar no embargo apresentado pela Portuguesa de Desportos para impedir que a CBF emitisse o certificado de transferência internacional para o atacante Ricardo Oliveira, que já está integrado ao seu novo time, o espanhol Valência. O diretor de futebol do Santos, Francisco Lopes acha que será muito difícil reverter a situação, pois o jogador já está inscrito no Valência. Ele revelou que o Santos já recebeu o valor relativo à rescisão contratual do atleta e disse que "a Fifa não reconhece a legislação brasileira, como a Lei Pelé, e à partir do momento que o jogador foi inscrito, está livre para atuar". Francisco Lopes evitou falar sobre uma eventual volta do jogador à Vila Belmiro. "O Ricardo Oliveira é um goleador consagrado e interessa a qualquer equipe, mas vamos aguardar o resultado dessa situação". O técnico Leão soube da decisão judicial pelos jornalistas e ficou surpreso: "Já pensou a cabeça do atleta como fica nisso tudo? Tem certas situações que temos de pensar no que a lei permite, os que os empresários aceleram, o que atrapalham, porque o atleta acaba sendo vítima de sua própria competência". O treinador considerou muito prematuro comentar um possível retorno do atacante à Vila Belmiro.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2003 | 20h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.