Andre Mourao/MowaPress
Andre Mourao/MowaPress

Richarlison convence Tite e crava espaço na seleção brasileira

Atacante do Everton, da Inglaterra, já treina na Granja Comary para ter bom desempenho na Copa América

Marcio Dolzan  - Enviado especial / Teresópolis, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2019 | 05h04

Um chute forte, em curva, e que foi parar no ângulo esquerdo do goleiro adversário marcou os primeiros passos de Richarlison na seleção brasileira principal. É verdade que o rival era a fraca seleção de El Salvador e que a partida acabaria em 5 a 0 para o Brasil - o atacante do Everton ainda faria mais um -, mas a boa atuação do jogador em campo e o desempenho nos treinos convenceram o técnico Tite a lhe dar uma sequência. 

Estreando na equipe principal no pós-Copa, Richarlison esteve em oito jogos e cavou uma vaga na Copa América. É um dos nove que não estiveram no Mundial da Rússia na (pouco) renovada seleção. 

O jogador que recém completou 22 anos foi o primeiro a se apresentar na Granja Comary, em Teresópolis, na quarta-feira. "Eu estava bastante ansioso para chegar à seleção, mas não acreditava que ia ser o primeiro", diz. Até o início da Copa América, Richarlison terá cerca de três semanas de concentração, algo que ele vê como positivo. "Vamos ter praticamente 20 dias de treinamento forte e quero chegar voando, para fazer o meu melhor."

Nos treinos físicos ou com bola na Granja Comary, Richarlison chama a atenção pela vontade. Mesmo em roda de bobinho ou em treinos em campo reduzidíssimo, ele chega com firmeza nas jogadas. Ontem, só tirou o pé num lance em que uma dividida mais forte poderia terminar com alguém machucado.

O empenho foi uma das razões que levaram o técnico Tite a dar uma chance ao atacante, mas é claro que apenas isso não seria suficiente para desbancar nomes como Douglas Costa e Willian na lista de convocados. Nesse aspecto, a versatilidade do jogador do Everton acabou falando mais alto.

Naquela partida com El Salvador, Richarlison vestiu a camisa 9 mais por necessidade. Ele herdara a posição de outro atacante que deveria ter estreado pela seleção brasileira, Pedro, do Fluminense, cortado por uma grave lesão no joelho direito. Tite e a comissão técnica, porém, veem Richarlison em outro setor do campo, aberto pelo setor direito.

A direita é o lado em que o jogador menos está habituado, mas é o único em que ele tem chances de ser titular. Afinal, o lado esquerdo é de Neymar, e o centro do ataque tem Firmino ou Gabriel Jesus.

Richarlison sabe que a disputa por uma vaga na equipe é tão difícil quanto aquela que teve para estar na lista dos 23 convocados. "São jogadores de qualidade, todo mundo brigando para conseguir ficar entre os titulares", considera. Sem alarde, contudo, ele demonstra ter consciência de que pode vir a ser um dos escolhidos. "A gente chega à seleção pra jogar. Vai depender dos meus treinamentos, de como vou agir."

Futuro. Quando olha para a frente, o atacante do Everton prefere a cautela, seja o assunto a seleção brasileira ou a ida a algum clube de maior prestígio do futebol europeu. "Desde o começo da minha carreira eu venho conquistando meu lugar passo a passo", argumenta. "Tudo com calma."

O atacante não considera que um bom desempenho na Copa América possa fazer alguma diferença para a Copa do Mundo do Catar, mesmo que ele seja um dos expoentes da nova geração de Tite. "Acho que é muito cedo. Depois da Copa América serão mais dois, três anos que a gente vai precisar estar bem. Precisamos estar bem no clube, senão não adianta nada chegar à seleção. É muito cedo pra falar", pondera. "A gente precisa estar focado no clube primeiro, e depois chegar à seleção para fazer o nosso melhor."

Por ora, enquanto veste a amarelinha Richarlison demonstra gratidão. E ele quer demonstrar isso com bom desempenho em campo. "Estou muito feliz com a confiança de Tite. Espero fazer o meu melhor aqui na seleção, chegar na Copa América e fazer muitos gols."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.