Ian Kington/AFP
Ian Kington/AFP

Richarlison marca, mas Everton perde para o Millwall e cai na Copa da Inglaterra

Duelo também ficou marcado por brigas entre as torcidas, antes e depois de a bola rolar

Redação, Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2019 | 21h05

Richarlison novamente deixou sua marca neste sábado, mas seu gol não foi suficiente para o Everton, que foi derrotado por 3 a 2, de virada, pelo Millwall, fora de casa, no estádio The Den, no sul de Londres, e acabou sendo eliminado da Copa da Inglaterra.

O atacante brasileiro abriu o placar no final do primeiro tempo em finalização de fora da área, contando com falha do goleiro rival. Apoiado pela sua torcida fanática e muitas vezes violenta, o Millwall, que disputa a segunda divisão inglesa, empatou logo em seguida com Gregory.

Na etapa final, o turco Tosun deixou o Everton novamente à frente, mas o time de Liverpool não foi capaz de sustentar a vantagem. Cooper empatou pouco tempo depois e o zagueiro Wallace fez, no instantes finais, o gol que garantiu a classificação à quinta fase da Copa da Inglaterra à equipe de Londres.

O duelo também foi marcado por brigas entre as torcidas, antes e depois de a bola rolar. Após o gol de Wallace, a torcida do Millwall, conhecida mundialmente pelo sua violência - a Millwall Bushwackers, torcida radical ligada ao clube, foi um dos grupos de hooligans mais perigoso do auge da violência no futebol inglês - invadiu o gramado e causou confusão. Além disso, os torcedores também brigaram nos arredores do estádio.

Outro time da primeira divisão que sucumbiu diante de um rival mais modesto foi o West Ham, que foi derrotado por 4 a 2 pelo Wimbledon, da terceira divisão inglesa. Em grande fase, o meia Felipe Anderson também deixou sua marca, mas não foi o suficiente para evitar a eliminação.

 
Mais conteúdo sobre:
futebolRicharlisonEverton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.