Richarlyson diz que ficou emocionado com convocação

'Alcançar um objetivo desses assim tão rápido me pegou de surpresa', confessa o meia são-paulino

22 de janeiro de 2008 | 18h37

Convocado pela primeira vez em sua carreira para a seleção brasileira, o meia Richarlyson, do São Paulo, não conseguia conter sua alegria após o anúncio feito pelo técnico Dunga, nesta terça-feira. "Estou emocionado. Alcançar um grande objetivo que tinha na minha vida assim tão rápido me pegou de surpresa", comentou o jogador em entrevista à Radio Globo. Veja também: Dunga chama Richarlyson, Thiago Neves e jovens 'olímpicos' Richarlyson tem uma dinâmica grande, explica o técnico Opine: Dunga acertou na lista de convocados para este amistoso? Richarlyson fará parte do grupo de jogadores que jogarão contra a Irlanda, no dia seis de fevereiro, em Dublin (capital irlandesa), o primeiro amistoso da seleção brasileira em 2008. "Muitas pessoas merecem os parabéns por essa convocação. Tenho muito a agradecer a muita gente no São Paulo", disse o meia, que junto com o volante Hernanes, são os são-paulinos convocados. "Minha expectativa maior é poder me adaptar o mais rápido possível com meus companheiros de seleção e poder dar minha parcela de contribuição", concluiu Richarlyson.  Briga por vagasO discurso dos outros jogadores convocados é bem parecido: agarrar a chance é a palavra de ordem. Rafael Sóbis foi bem claro nisso: "Estou muito feliz com essa oportunidade e quero aproveitar a chance nesta volta ao time", disse, em entrevista ao SporTV. Quem admitiu a surpresa foi o lateral Marcelo, do Real Madrid. "Estava em casa e Robinho me ligou para contar que eu tinha sido convocado mais uma vez. Fiquei muito feliz e quero aproveitar ao máximo a chance de vestir a camisa da seleção novamente". "Estava aguardando essa convocação com muita ansiedade. Este é ano da Olimpíada e será importante participar do grupo logo no primeiro amistoso da temporada. Terei mais uma chance de mostrar ao Dunga que ele pode confiar em mim", é o discurso de Lucas, do Liverpool, que participou do grupo que garantiu a vaga em Pequim. Luis Fabiano, que foi a estrela do último jogo disputado - marcou os dois gols na vitória sobre o Uruguai por 2 a 1 -, não esconde a ansiedade. "Estou muito feliz por ser convocado mais uma vez. Quero aproveitar cada minuto na Seleção e, se eu tiver a oportunidade de jogar, espero ajudar da melhor forma e deixar uma boa impressão", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.