Richarlyson está feliz no são Paulo

"O Santo André e o Palmeiras ficaram magoados, mas o importante é que o São Paulo e o Richarlyson estão felizes". Dessa forma o meia-atacante de 22 anos resumiu sua chegada ao time do Morumbi, nesta quarta-feira, depois da polêmica com o Palmeiras - pelo qual chegou a fazer exames médicos. "O Palmeiras não foi o primeiro interessado na minha contratação. Durante o Estadual o São Paulo me procurou, mas não houve acerto com o Santo André", contou o jogador, que garante não ter se comprometido com o clube do Palestra Itália. "Meu empresário se precipitou e assinou uma carta de intenções", disse. "A conversa com o São Paulo foi rápida. Prevaleceu minha vontade." Richarlyson deixou o Santo André - pelo qual disputou a Copa Libertadores - na Justiça do Trabalho, alegando que não recebia o Fundo de Garantia há três meses. "Tiveram várias chances de me fazer feliz e não aproveitaram", disse o meia, dono da camisa número 35 no Brasileirão. "No São Paulo, terei mais chances de me projetar e chegar ao futebol europeu." Cicinho emperra - A renovação de Cicinho está travada e o lateral se apresenta sexta-feira à seleção para a disputa da Copa das Confederações, sem saber se permanecerá depois de dezembro de 2006, quando termina seu contrato. "Meus empresários fizeram a segunda contra-proposta. Foi a última oferta", disse Cicinho, que jura: se deixar o São Paulo, só atuará na Europa. "Em outro clube no Brasil é impossível", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.