Arquivo/AE
Arquivo/AE

Richarlyson não treina e ainda é dúvida no São Paulo

Volante sente um incômodo na perna esquerda e pode não jogar o clássico contra o Corinthians, no domingo

AE, Agencia Estado

25 de setembro de 2009 | 15h04

O volante Richarlyson segue como dúvida no São Paulo para o clássico de domingo, contra o Corinthians, no Morumbi. O jogador foi mais uma vez poupado do treinamento desta sexta-feira e preocupa o técnico Ricardo Gomes.

Veja também:

link São Paulo quer tirar o Corinthians da briga

link Recuperado, Jorge Henrique confirma volta

forum BATE-PRONTO: Chances de título e de rebaixamento

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A previsão era de que Richarlyson voltaria a treinar com o grupo nesta sexta-feira, mas ele ainda não está recuperado da contusão na perna esquerda, sofrida durante o empate por 1 a 1 com o Santo André, no último domingo.

Ricardo Gomes esperava contar com Richarlyson e Hernanes, que volta ao time após se recuperar de contusão joelho direito, para compor a dupla de volantes no meio-de-campo são-paulino. Desde que o treinador chegou ao clube, o time não perdeu quando os dois atuaram juntos - em dez jogos, venceu oito e empatou dois.

"Estou contente com o Hernanes, mas tenho dúvida quanto ao aproveitamento do Richarlyson. Com os dois seria um meio mais entrosado, ideal. Vou aguardar, mas já penso em outras opções", avisou o treinador.

Se Richarlyson não puder entrar em campo, Zé Luis é o mais cotado para assumir a vaga no meio-campo, mas Ricardo Gomes admite que há diferenças entre os dois. "O Zé [Luis] não tem a dinâmica do Richarlyson, que é um volante com liberdade, que aparece na área do adversário e cai pelos lados do campo. O Zé é mais fixo, capaz de jogar na ala, joga sem a bola, distribuindo o jogo e é um primeiro volante mesmo."

O clássico contra o Corinthians é encarado como partida crucial para as pretensões do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Além do componente da rivalidade, o clube do Morumbi precisa de uma vitória para garantir pelo menos a segunda posição na tabela após a 26.ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.