Richarlyson quer ficar, mas fala em tom de despedida

Ele revelou que tem propostas em outros clubes

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 19h29

BELO HORIZONTE - Mesmo sendo muito pouco utilizado no segundo semestre da atual temporada, Richarlyson quer continuar no Atlético-MG no ano que vem. Mas o jogador, que tem contrato apenas até o dia 31 de dezembro, não está otimista que o vínculo seja renovado. Nesta quarta-feira, ele concedeu entrevista coletiva em tom de despedida.

"Quando você quer contar com o jogador, você não deixa chegar até aos finalmentes para apresentar outra proposta. Não vou ficar aqui pedindo para renovar. Todos já sabem que gostaria de ficar, mas futebol é futebol", comentou o jogador.

Titular em apenas quatro jogos de julho para cá, Richarlyson garante que continua em alta no mercado. Nesta quarta, ele revelou que tem propostas de outros clubes. "As pessoas que conhecem meu trabalho esperam uma oportunidade de contrato encerrando para contar comigo. Vários treinadores que trabalharam comigo manifestaram desejo", disse ele.

No São Paulo, Richarlyson foi treinado por Muricy Ramalho (hoje no Santos) e Ricardo Gomes (no Vasco). No Atlético-MG, trabalhou com Dorival Júnior (Flamengo). Péricles Chamusca, seu treinador na Copa do Brasil de 2004, no Santo André, hoje trabalha no Catar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.