Richarlyson quer uma vaga no São Paulo

Richarlyson mostra confiança quando o assunto é a dificuldade que os técnicos do São Paulo têm encontrado para impor o esquema 4-4-2, por falta de um meia que atue com a mesma produtividade de Danilo. Foi o que se repetiu na quarta-feira, no empate decepcionante de 3 a 3 contra o Brasiliense.No intervalo da partida contra o Brasiliense, o técnico Paulo Autuori trocou o meia Souza pelo zagueiro Edcarlos. "Fui contratado para isso. Tenho certeza de que posso fazer esse papel. Não vou decepcionar aqui no clube", garantiu Richarlyson, que ainda tem vínculo com o Santo André.O jogador entrou na Justiça, alega falta de recolhimento do FGTS, mas perdeu. Agora, a multa por sua liberação é de R$ 2,6 milhões. "Temos interesse no jogador. Estamos negociando com o Santo André", revelou Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol do São Paulo.Richarlyson acredita que estará em campo em uma semana, no máximo. "As informações que tenho são de que as negociações estão muito bem encaminhadas e que logo eu poderei estrear", contou. E com a camisa 35. "Fui inscrito com esse número, só falta regularizar tudo. Fico até imaginando como posso ajudar o São Paulo."Assim que sua situação for regularizada, Richarlyson acha que pode fazer, com Cicinho na direita, uma parceria como a de Danilo e Júnior na esquerda. "Joguei assim em 2003. Tenho um pouco de dificuldades em chutar com o pé direito, mas me adapto bem por ali. No futebol de hoje, um jogador de meio-de-campo tem de mostrar serviço em todos os setores", garantiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.