Richarlyson retorna e dedica gol ao médico do São Paulo

Autor do quarto gol na goleada do São Paulo sobre o Rio Branco por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, o meia Richarlyson dedicou o seu gol ao médico do clube José Sanchez. Ele ficou quase quatro meses longe dos gramados devido a uma operação no braço direito. A intervenção cirúrgica ocorreu devido ao acidente de carro que sofreu no dia 29 de dezembro, na Rodovia Castello Branco."Estou muito feliz com a minha atuação. Consegui suportar a partida inteira, fui bem na marcação e fiz um belo gol. Dediquei a ele [José Sanchez], que esteve sempre ao meu lado nos momentos mais difíceis", disse Richarlyson, que foi até o banco de reservas para abraçar o médico."É muito bom poder voltar e fazer gol, principalmente depois de tudo o que aconteceu comigo. Hoje [quarta] a equipe esteve bem postada e jogou muito bem. A gente precisava ganhar, e sabíamos das dificuldades desta partida", acrescentou o atleta, que jogou improvisado como volante na vaga de Josué, que defendeu a seleção brasileira nos amistosos na Suécia - vitórias sobre o Chile (4 a 0) e Gana (1 a 0). Já Fredson não pode atuar porque está machucado.O dia também foi de comemoração para o treinador Muricy Ramalho, que completou 200 jogos no comando do clube em suas duas passagens - também trabalhou no time em 1996. Ele, no entanto, preferiu rebater as críticas após as derrotas para o Necaxa (México) e São Caetano. "Ficamos seis meses sem perder, o que realmente tem de ser elogiado. Depois, perdemos no México, o que é um resultado normal, e para o São Caetano, quando estávamos com muitos desfalques. Falaram um monte de besteiras. É preciso ter coerência para analisar."O meia-atacante Leandro também desabafou após a goleada. "No futebol, quando não ganha, sempre há dúvidas, mas do lado de fora. Nunca tivemos dúvidas que somos um grande time, mas tínhamos que provar. E provamos", comentou o jogador, que explicou o motivo de suas boas atuações na temporada. ?Estou com muita liberdade para me movimentar e isso está facilitando o meu rendimento.?Para o clássico com o Palmeiras, no domingo, no Morumbi, o São Paulo poderá contar com a volta do zagueiro Miranda, que cumpriu suspensão, do lateral Ilsinho e do volante Josué. Recuperado de contusão no tornozelo esquerdo, o meia Jorge Wagner já está liberado e pode ficar na reserva. Porém, o lateral-esquerdo Jadílson, expulso nesta quarta, terá de cumprir suspensão automática e vai ser substituído por Júnior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.