Rijkaard defende Ronaldinho após deixá-lo de fora de jogo

Técnico holandês diz que meia brasileiro ainda não está preparado para voltar a jogar pelo Barcelona

EFE

19 de março de 2008 | 14h15

O técnico holandês Frank Rijkaard, do Barcelona, defendeu nesta quarta-feira o brasileiro Ronaldinho Gaúcho, que segundo ele ainda não está nas melhores condições para enfrentar o Valencia pela Copa do Rei, pois só treinou uma vez com o grupo.Veja também:  Ronaldinho volta a treinar, mas não joga contra ValenciaEmbora Ronaldinho Gaúcho tenha trabalhado hoje com o resto do elenco do Barça e tenha dito que deseja jogar no estádio Mestalla, Rijkaard apelou para a "proteção do jogador" como argumento para não relacioná-lo. "Ainda o vejo cru para jogar, mas me alegro que queira atuar, é um bom detalhe e me alegro por isto", declarou.Rijkaard também esclareceu que o brasileiro "tinha dores" quando relacionou os jogadores para a partida contra o Almería (2 a 2) e afirmou que não duvida do compromisso e do profissionalismo do jogador. "Se tem dores, tem dores", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.