Rincón agora é um "estorvo" no Corinthians

Há um grande mal-estar no Corinthians por causa de Rincón. A diretoria está seriamente pensando no que fazer com o veterano jogador. Aos 37 anos, ele deveria ser o líder da equipe. Só que os dirigentes estão assustados com o fraco rendimento do jogador e com as considerações de treinadores de que ele mais prejudica do que ajuda o time. Mário Sérgio deixou claro que não trabalharia com o colombiano de jeito nenhum se fosse contratado. A veemência do que ?vazou? nos corredores do Parque São Jorge foi impressionante. ?Se eu entrar por uma porta, eu quero que ele saia por outra?, mandou avisar pelo seu representante, Marcelo Robalinho. ?Realmente, não tenho como negar isso?, disse o advogado amigo de Mário Sérgio. Um indício de que as coisas podem mudar de vez para Rincón foi a afirmação de Paulo Angioni. ?Nós estamos analisando seriamente o elenco. Nada impede que jogadores que têm contrato com o clube possam ser afastados. Tudo vai depender de uma conversa da diretoria com o novo técnico.? Pela primeira vez os dirigentes admitem uma interferência explícita no time. Enquanto o clube não consegue contratar treinador, a equipe não fez um treino coletivo sequer para a o clássico de domingo contra o São Paulo. Ninguém sabe quem joga. O clima entre os inseguros jogadores é péssimo. O medo é de rebaixamento no Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.