Rincón: "Quem sabe jogar, não esquece"

Quando há um mês foi anunciada a contratação de Rincón, o descrédito foi generalizado. No entanto, bastou a primeira partida do colombiano com a camisa do Corinthians para uma mudança de opinião. Neste sábado, ele foi o melhor campo na vitória sobre o Rio Branco, por 2 a 1.Nos vestiários do Pacaembu, Rincón ouvia os elogios e rebatia com ironia. "Muita gente não acreditou quando eu voltei ao futebol. Mas fica claro: quem sabe jogar, não esquece. Eu fiz o que os torcedores esperavam e o time precisava. Joguei o meu futebol. Vejo de maneira normal a minha atuação. Não vejo por que tanto espanto."O técnico Juninho teve de admitir que o volante colombiano determinou o ritmo do Corinthians no Pacaembu, tanto na hora de atacar quanto na de defender. "O Rincón foi muito bem. Fez o que esperávamos dele. O time mudou."A próxima partida do Corinthians no Campeonato Paulista será domingo, contra a União Barbarense, fora de casa.

Agencia Estado,

24 de janeiro de 2004 | 21h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.