Divulgação
Divulgação

Rio apresenta candidatura para ser sede da final da Copa Libertadores de 2020

Governador do estado, Wilson Witzel afirma que eventos desse porte trazem turismo, empregos e riqueza

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2019 | 10h37

A cidade do Rio de Janeiro apresentou oficialmente na noite de quinta-feira a sua candidatura para sediar a final da Copa Libertadores de 2020. A ideia é que o palco da decisão seja no Maracanã, estádio que já sediou as finais do torneio continental em 1981 (Flamengo x Cobreloa-CHI) e 2008 (Fluminense x LDU-EQU). Em 1998, o Vasco recebeu o Barcelona, de Guayaquil (Equador), no estádio de São Januário.

O pedido foi entregue pelo governador do Estado, Wilson Witzel (PSC), e pelo secretário estadual de Turismo, Otavio Leite (PSDB), ao presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Domínguez, durante a cerimônia de sorteio da fase de grupos da Copa América, realizada na Cidade das Artes.

"Trouxe o requerimento, junto com o nosso secretário de Turismo, para sediar a final da Libertadores em 2020, quando o Maracanã vai comemorar 70 anos. O Rio de Janeiro precisa desses eventos porque é o que traz o turismo, riqueza, emprego, oportunidade e, por isso, estou muito feliz de estar participando desse sorteio", declarou Witzel.

A partir deste ano, a final da Libertadores passará a ser em jogo único. O campeão de 2019 será conhecido em partida que será disputada no final de novembro no estádio Nacional, em Santiago, no Chile.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.