Rio Branco tenta contornar problemas

Vivendo um período conturbado fora de campo, o Rio Branco enfrenta a Portuguesa neste sábado, às 16 horas, no estádio Décio Vitta, em Americana. O time não está bem no rebolo do Campeonato Paulista, ocupa na 8ª colocação, com apenas três pontos ganhos. Além disso, o atraso de dois meses no pagamento dos salários esquentou o clima no clube."Isso acaba influenciando os atletas dentro de campo. A situação é crítica", afirma o volante Rafael, encarregado pelos companheiros de negociar com a diretoria do clube.Tentando acalmar os ânimos, a diretoria do Rio Branco anunciou o pagamento da premiação dos jogos contra Palmeiras e América, no valor total de R$ 9 mil, e promete quitar os salários na próxima semana.Se fora de campo o time tem problemas, dentro dele a coisa não é diferente. O técnico Ademir Fonseca não poderá contar com o lateral-esquerdo Bill e com o meia Damon, suspensos, e com o lateral-direito Germano, machucado. Rogério, Carlos Renato e Alcir entram na equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.