Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Rio: Pela 3.ª vez seguida, Botafogo e Flamengo fazem final

Sem vantagem para ninguém, estadual começa a ser decidido neste domingo no Maracanã, a partir das 16 horas

Leonardo Maia - O Estado de S. Paulo,

25 de abril de 2009 | 21h02

Pelo terceiro ano consecutivo, o Campeonato Carioca será decidido por Flamengo e Botafogo, num filme que já passou duas vezes e não é de boa lembrança para a torcida botafoguense, que viu vitória flamenguista em ambas. Dessa vez, o primeiro jogo da final acontecerá neste domingo, a partir das 16 horas, no Maracanã, sem nenhuma vantagem para qualquer uma das duas equipes.

Veja também:

tabela Estadual do Rio: Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Botafogo corre atrás de seu 19.º título carioca, enquanto o Flamengo quer se colocar no topo da lista histórica com a sua 31.ª conquista. Os flamenguistas também buscam o tricampeonato estadual pela quinta vez em sua existência. Já os botafoguenses, campeões em 2006, encaram a quarta decisão consecutiva com a missão de afastar o rótulo de vice-campeão.

A final deste ano traz uma curiosa inversão no banco de reservas. O técnico Cuca, que comandou as duas últimas campanhas botafoguenses no Campeonato Carioca, agora tenta, no Flamengo, conquistar o primeiro título de sua carreira. E Ney Franco, comandante flamenguista na conquista de 2007, quer repetir o feito pelo Botafogo.

Tudo isso apimenta ainda mais o clássico, numa rivalidade entre os dois times que vem crescendo nos últimos anos, justamente por conta das seguidas disputas. Dessa vez, o Botafogo chega como campeão da Taça Guanabara, enquanto o Flamengo conquistou a Taça Rio - título ganho em cima do próprio Botafogo, na decisão disputada no último domingo, no Maracanã.

"As pessoas chamam de rivalidade, mas vejo apenas como um reflexo do bom trabalho que vem sendo feito nos dois clubes nos últimos anos", afirmou o zagueiro Ronaldo Angelim, um dos titulares do time do Flamengo, que terá ao seu lado o capitão Fábio Luciano, prestes a se aposentar - ele prometeu deixar o futebol após a disputa do Campeonato Carioca.

Cuca sempre se mostra arredio quando lhe questionam sobre a ausência de um título em seu currículo. Agora, considera ter s

Botafogo
Renan; Emerson, Juninho e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Leo Silva, Maicosuel e Gabriel; Reinaldo e Victor Simões
Técnico: Ney Franco
Flamengo
Bruno; Everton Silva, Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Zé Roberto e Emerson
Técnico: Cuca
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 16 horas

ua melhor chance, mas descarta um possível favoritismo do Flamengo na final. "Nós temos um grupo maduro, que está acostumado a disputar decisões. E isso é muito bom", disse o treinador flamenguista. "Mas temos que estar muito preparados para o jogo, porque será um confronto muito difícil."

O técnico Ney Franco, por sua vez, deposita as esperanças no trio ofensivo formado por Maicosuel, Victor Simões e Reinaldo. Sabe, porém, que a equipe do Botafogo não pode ficar refém dos três jogadores. Um exemplo disso foi a final da Taça Rio, quando eles foram anulados pela marcação flamenguista, o que foi decisivo para a derrota botafoguense.

"O importante é não criarmos uma dependência destes jogadores. Preciso elaborar mais alternativas ofensivas para que eles não sejam neutralizados novamente", admitiu Ney Franco, que prevê um confronto franco neste domingo. "Espero um jogo mais aberto, com mais chances de gols do que foi a final da Taça Rio."

As duas equipes, inclusive, terão praticamente a força máxima em campo. No lado do Flamengo, a única ausência será o volante Aírton, com um problema no tornozelo direito - deve ser substituído por Everton Silva. E no Botafogo, a ausência é o lateral Thiaguinho, que está suspenso e dá seu lugar para o jovem Gabriel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.