Rio: sorteio de árbitro provoca polêmica

O sorteio do árbitro Edilson Soares da Silva para apitar a final do Campeonato Carioca, no domingo, contra o Fluminense, provocou polêmica no Volta Redonda. Na quarta-feira, o clube da cidade Sul Fluminense recebeu um email anônimo informando que o juiz seria o escolhido no sorteio de hoje e, por dever um empréstimo para o assessor jurídico do Tricolor, Marcelo Penha, privilegiaria o time carioca. Diante da denúncia, o presidente do Volta Redonda, Rogério Loureiro, foi acompanhar o sorteio do árbitro na Federação Estadual de Futebol do Rio de Janeiro. O dirigente disse ter sido convencido pelo presidente da Comissão de Arbitragem, Cláudio Vinícius Cerdeira, sobre a lisura da escolha. "Conversei com o Cerdeira e fiquei entusiasmado com o que ele me disse. Me pediu e lhe dei um voto de confiança", afirmou o presidente do Volta Redonda. Já Edilson Soares da Silva, que concorreu com Luís Silva Santos, negou ter feito empréstimo com qualquer dirigente do Fluminense e informou que entrará com um processo na Justiça para provar sua inocência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.