Rio-SP está condenado, diz Farah

O Torneio Rio-São Paulo não pegou. A fragilidade dos clubes cariocas e a falta de interesse do público estão minando a competição que passou de oito para 16 clubes em 2002 e ganhou o tratamento de um grande torneio. O presidente da Liga Rio-São Paulo, Eduardo José Farah, já pensa em mudanças para 2003 e 2004. "Fui obrigado a fazer o Rio-São Paulo. Mas quem me conhece sabe dos meus conceitos sobre o futebol. Nada substitui a rivalidade local. E, nesse aspecto, os estaduais são imbatíveis. Vamos ter de mexer nisso."Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.