Rio-SP tenta limpar imagem do futebol

A 24ª edição do Torneio Rio-São Paulo, que começa neste sábado, nasceu com uma proposta, ou seria melhor chamar de missão, ousada: servir de marco para a nova fase do futebol brasileiro. Afundado em um lamaçal de denúncias sobre corrupção, remessa ilegal de divisas e sonegação fiscal, apuradas por duas comissões parlamentares de inquérito, o esporte mais tradicional do País tenta resgatar parte de sua credibilidade. Leia o caderno especial sobre o Torneio Rio-SP no Estadão

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2002 | 09h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.