Rio x SP sem o charme do passado

Já foi o tempo em que um amistoso da seleção carioca contra a paulista se destacava pela presença de craques, identificados pelo amor à camisa de seu clube e por receberem salários longe de torná-los milionários. Restou a rivalidade como maior atração no confronto de hoje, às 17h30, no Maracanã. Duas das maiores estrelas do evento - pelo Rio, Romário; por São Paulo, Viola - estão há anos de distância de suas melhores fases.O evento servirá também para comemorar os 60 anos da Rádio Globo. O padre Marcelo Rossi dará o tom inicial da festa e, em seguida, haverá um amistoso entre um time de artistas e um combinado de ex-jogadores. Os ingressos vão custar apenas R$ 2 - prenúncio de Maracanã lotado.O técnico Tite, pela equipe paulista, não pôde convocar os atletas de Santos e São Paulo, os dois times do Estado mais bem colocados no Campeonato Brasileiro e que se enfrentam hoje pela Copa Sul-Americana.Com tal limitação, sua seleção deve ter como base o São Caetano (extra-oficialmente, já que o treinador não revelou a escalação, cinco jogadores do ABC serão titulares: Anderson Lima, Dininho, Serginho, Mineiro e Marcinho). Para completar a equipe, coloca três de seus comandados do Corinthians, dois do Palmeiras e Viola, do Guarani.De última hora, o técnico da seleção carioca, Renato Gaúcho, teve três más notícias. Edmundo e Ramon se machucaram na vitória sobre o Grêmio, por 3 a 2, na quinta-feira, e estão fora. O meia Felipe pediu dispensa para curtir a atrasada lua-de-mel com a esposa Carla - o casamento ocorreu no dia 23 de abril. "São três desfalques importantes, mas o que eu vou fazer?", indagou o treinador, conformado também com as ausências do meia Roger, que alegou problemas particulares, e do goleiro Julio Cesar, na seleção brasileira.O destaque do Rio é o ataque formado por Romário, do Fluminense, e Jean, do Flamengo, municiados pelo meia Petkovic, do Vasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.