Riquelme é diferente, afirma técnico argentino

O treinador da seleção argentina,Alfio Basile, justificou na quarta-feira a decisão de convocarJuan Román Riquelme, apesar de o meia não estar sendoaproveitado no Villareal. Basile disse que Riquelme, que ainda não atuou pelo clubeespanhol nesta temporada, é um jogador diferenciado e que seucaso é excepcional. "Gosto do jeito que Román joga, e sempre gostei, ele édiferente", disse o técnico a jornalistas. "Ele sempre joga umbom futebol, tem classe. Não está começando atrás dos outrosporque é um caso atípico." Basile chegou a usar a palavra "indispensável" paraqualificar Riquelme, mas recuou. "Nenhum jogador éindispensável. Mas ele é muito importante para a seleção." O técnico construiu sua equipe em torno de Riquelme na CopaAmérica, quando o time foi vice, perdendo a final para oBrasil. Riquelme caiu em desgraça no Villareal após se desentendercom o técnico Manuel Pelligrini. O meia passou seis mesesemprestado ao Boca Juniors no primeiro semestre, mas o timeportenho não chegou a um acordo com o Villareal para renovar ocontrato. Basile não quis revelar o time para o jogo de sábado contrao Chile, a estréia para as eliminatórias da Copa de 2010. Mas afirmou que não vai se deixar influenciar pelo jogo dosadversários. "Não vou jogar segundo o que o Chile joga, voujogar do jeito que nós jogamos", declarou.

REUTERS

10 de outubro de 2007 | 20h36

Tudo o que sabemos sobre:
FUTRIQUELMEDIFERENTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.