Risco de rebaixamento ainda não preocupa o Santos

Apesar das seis partidas sem vitória - quatro empates seguidos -, os jogadores do Santos garantem que não é o momento de preocupação com a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O time tem dois pontos de vantagem para a zona de rebaixamento, com dois jogos a menos do que a maioria dos rivais.

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2013 | 08h33

"Temos de aproveitar esses jogos para sair dessa situação incômoda. Estamos no caminho certo e a vitória vai chegar", disse o goleiro Aranha, que garantiu o empate com duas boas defesas no jogo deste domingo contra o Bahia, em Salvador.

Thiago Ribeiro afirmou que o lado psicológico está comprometendo o desempenho dos jogadores, principalmente na hora das finalizações. "Tivemos duas chances claras. Acertei uma bola na trave e quase fizemos o gol também numa cobrança de escanteio no final do jogo. Quando a fase não é boa, a bola insiste em não entrar. É complicado", disse o atacante, que entrou bem no lugar de Willian José no início do segundo tempo.

O ex-são-paulino se mostrou incomodado com a sequência de quatro empates. "Estamos empatando muito. No Brasileiro, empatar fora não é ruim, mas, pela nossa sequência, quatro empates, de 12 pontos somar quatro não é bom".

Nesta quarta-feira, o Santos vai enfrentar o Grêmio, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro. "É uma competição diferente, com outro sistema de disputa (mata-mata). Temos de esquecer o Campeonato Brasileiro e entrar bem preparados para fazer um bom jogo em casa", disse o meia argentino Montillo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCAranha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.