Rithely e Diego Souza são denunciados por críticas à arbitragem

Jogadores protestaram contra arbitragem na derrota para o Palmeiras

Estadão Conteúdo

28 Outubro 2016 | 17h02

As declarações indignadas dos meias Rithely e Diego Souza ao fim da partida entre Palmeiras e Sport, no domingo, podem render duras punições à dupla, que corre o risco de sofrer suspensão na reta final do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, os jogadores do Sport foram denunciados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Responsável pelas declarações mais fortes, Rithely foi denunciado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: "ofender alguém em sua honra". Ele pode ser suspenso por até seis jogos e levar multa de até R$ 100 mil. Já Diego Souza foi enquadrado por desrespeito, no artigo 258, inciso II do CBJD. Corre o risco de ser suspenso de um a seis jogos.

As denúncias se referem às declarações feitas ao fim da derrota por 2 a 1, domingo, no Allianz Parque. Eles atacaram o árbitro Ricardo Marques Ribeiro principalmente por causa de um toque de mão do zagueiro Mina dentro da área, ainda no primeiro tempo da partida disputada em São Paulo.

"Culpa da arbitragem. O que esse cara fez tinha que ir pra delegacia. Roubou bonito. Quando é na ilha [Ilha do Retiro, estádio do Sport], o braço está colado e dão pênalti. Aqui ele está com a m... do braço desse tamanho e o b... do árbitro fez uma m... dessa e não dá a p... do pênalti. Aí aqui manda vir esses caras aí pra roubar nós", reclamou, irritado, Rithely.

Diego Souza também não escondeu a indignação com a arbitragem. "Estou de saco cheio de tanto que falo. É a mesma coisa que botar um nariz de palhaço. A minha vontade é sair de campo com dez minutos, mas não saio por honrar essa camisa. É vergonhoso. Mais uma vez o campeonato está desenhado para Flamengo e Palmeiras. Então tira o resto. Faz um campeonato à parte. Contra a gente tem interferência de fora, todo mundo avisa. Nos jogos deles, todos beneficiados. A gente está brigando por uma situação difícil e ele tem que pagar caro."

Com a vitória, o Palmeiras ampliou a vantagem na liderança do Brasileirão, chegando aos 67 pontos. O Flamengo, em segundo lugar, tem 61.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.