Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Messi sobra no Espanhol e CR7 domina a Liga dos Campeões

Argentino soma mais assistências enquanto português tem maior média de gols por jogo

O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 07h00

A rivalidade que domina a última década do futebol mundial e que se renova a cada rodada europeia – Messi x Cristiano Ronaldo – tem o craque português com pequena vantagem na média de gols por jogo. Por outro lado, o argentino lidera a corrida ao prêmio Chuteira de Ouro, disputa entre os artilheiros do continente, e dá mais assistências que o português. 

Veja tabela do Campeonato Espanhol

Na classificação do Real Madrid às oitavas de final da Liga dos Campeões, na qual igualou o recorde estabelecido em 2002 e 2003 pelo holandês Ruud van Nistelrooy ao marcar pelo nono jogo seguido, Cristiano Ronaldo chegou ao seu 12.º gol no torneio. É o artilheiro. Messi fez apenas quatro gols.

Em tempo: o torneio virou a tábua de salvação do time merengue na temporada, pois já foi eliminado na Copa do Rei e tem 15 pontos de desvantagem no Campeonato Espanhol para o Barcelona. 

Em todas as competições, CR7 soma 31 tentos em 33 jogos – a média é de 0,93. A avalanche de gols, no entanto, mostra que o português é “fominha”: ele só deu cinco assistências. “Estamos falando do melhor do mundo quando falamos de Cristiano Ronaldo. Temos de continuar desfrutando dos gols que ele faz”, elogiou Casemiro após a vitória sobre o PSG. 

Messi se mostra muito mais solidário com seus companheiros no Barcelona. Ele já deu 15 passes para gol. Por outro lado, o argentino tem uma média de gols por jogo um pouco inferior à do português: 0,84. Em 38 jogos, ele fez 30 gols. 

Depois da vitória sobre o Atlético de Madrid no final de semana, o time catalão está bem perto do título. Messi é o artilheiro isolado da competição com 24 gols – o português tem 16. Os dois se alternam nas primeiras posições em quase todos os torneios. Maior artilheiro da história do Campeonato Espanhol com 373 gols, o argentino tem 98 gols pela Liga dos Campeões – ele é o 2.º maior artilheiro, atrás de Cristiano Ronaldo, que marcou 116 vezes. 

 Messi agora lidera o ranking da corrida pela Chuteira de Ouro, ao lado de Cavani (PSG), Salah (Liverpool) e Kane (Tottenham), todos com 48 pontos. O prêmio atribui pontos para os gols marcados em diferentes torneios. As grandes ligas, como a Espanhola, Alemã e Italiana, valem mais. Nesse recorte, o português não aparece entre os dez melhores do continente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.