Rubens Chiri/ São Paulo/ 9-2-2013
Rubens Chiri/ São Paulo/ 9-2-2013

Rivais históricos, São Paulo e Guarani não se enfrentam desde 2013

Times já decidiram um Campeonato Brasileiro épico em 1986; retrospecto é favorável aos tricolores

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2019 | 11h00

Adversários na noite desta quinta-feira, às 21h, no Pacaembu, São Paulo e Guarani voltam a se enfrentar depois de um hiato de quase sete anos. O último encontro se deu no dia 9 de fevereiro de 2013, também pelo Campeonato Paulista, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Os visitantes venceram por 2 a 1, gols de Aloísio e Rogério Ceni – Thiago Gentil descontou para os donos da casa.

Com os rebaixamentos bugrinos em nível estadual e nacional – o time campineiro está atualmente na Série B do Brasileirão –, os duelos entre as duas camisas perderam peso e frequência, mas já tiveram momentos inesquecíveis. O mais marcante aconteceu em 1986, quando as equipes decidiram o título brasileiro da temporada.

As duas partidas acabaram jogadas já em 1987. No Morumbi, empate por 1 a 1. No Brinco, os anfitriões ganhavam por 3 a 2 até os instantes finais da prorrogação, quando o centroavante Careca empatou e levou a decisão para os pênaltis: deu São Paulo (4 a 3).

No histórico geral, São Paulo e Guarani já se enfrentaram 175 vezes, de acordo com os dados do clube tricolor. Foram 83 vitórias são-paulinas, 53 empates e 39 triunfos bugrinos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.