Reprodução/Nacional Twitter
Reprodução/Nacional Twitter

Rival do Atlético-MG na Libertadores, Nacional-URU anuncia demissão de técnico

Eduardo Domínguez ficou no clube de Montevidéu por pouco mais de dois meses, num total de oito jogos oficiais

Redação, Estadão Conteúdo

17 de março de 2019 | 15h10

A campanha com 100% de aproveitamento na Copa Libertadores até o momento, no grupo do Atlético-MG, não foi suficiente pata manter o emprego de Eduardo Domínguez no Nacional, do Uruguai. Neste domingo, o clube anunciou a demissão do treinador de 40 anos após pouco mais de dois meses de trabalho.

"Após uma reunião nesta manhã, o presidente José Decurnex comunicou a Eduardo Domínguez sua dispensa do cargo de técnico da equipe. O Nacional agradece a Domínguez e aos profissionais que o acompanham pelo profissionalismo, dedicação e qualidade humana", anunciou o clube, que demitiu também os auxiliares do técnico.

Anunciado no fim do ano passado, Domínguez comandou o Nacional em apenas oito partidas oficiais nesta curta passagem. Curiosamente, as únicas duas que venceu foram pela Libertadores. No Campeonato Uruguaio, o time soma apenas três pontos em cinco partidas e é o 12.º colocado, entre 16 competidores. No sábado, caiu por 2 a 0 para o Danubio.

Na Libertadores, porém, o Nacional vive ótimo início. Afinal, venceu as duas partidas que fez e ocupa a segunda colocação do Grupo E, com os mesmo seis pontos do líder Cerro Porteño mas desvantagem no número de gols marcados. No torneio, aliás, a equipe vem de triunfo sobre o Atlético-MG, por 1 a 0, em Montevidéu, na última terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.