Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Rival do Inter na Libertadores, Alianza Lima anuncia técnico Miguel Ángel Russo

Equipe peruana também será adversária do São Paulo, caso o tricolor passe pelas fases preliminares

Redação, Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2018 | 19h14

O argentino Miguel Ángel Russo assumirá o comando do Alianza Lima em 2019, em substituição ao uruguaio Pablo Bengoechea, confirmou o clube peruano, que será um dos rivais do Internacional na fase de grupos da Copa Libertadores do próximo ano.

A contratação de Russo, de 62 anos, foi oficializada através do Twitter da equipe. Na segunda-feira, o Alianza informou que Bengoechea estava de saída do cargo por "questões estritamente pessoais".

O nome de Russo foi mencionado insistentemente na imprensa da Argentina no início de dezembro para voltar ao Boca Juniors, equipe com a qual ele alcançou o título da Copa Libertadores em 2007. Guillermo Barros Schelotto deixou este mês o banco do time, após perder a final do torneio continental para o rival River Plate em Madri. Russo esteve presente como convidado no jogo, realizado no Santiago Bernabéu.

Em janeiro, o treinador nascido em Lanús passou por uma intervenção cirurgia por câncer na bexiga e de próstata, enquanto dirigia o Millonarios, da Colômbia, com o qual ganhou o Torneio Finalização de 2017 e a Superliga em 2018. Ele deixou a equipe colombiana em novembro, de comum acordo com a diretoria após a queda de rendimento do time em campo.

O objetivo mais importante da Alianza Lima em 2019 será a Libertadores, competição na qual vai enfrentar River, International e um quarto adversário a ser definido no Grupo A e que pode ser o São Paulo. O time peruano se garantiu no torneio continental ao ser vice-campeão neste ano do Torneio Descentralizado. Os jogos com o time gaúcho foram agendados para 13 de março, no Beira-Rio, e 24 de abril, em Lima.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.