Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Rival do São Paulo na Libertadores escalou reservas no fim de semana

Talleres recorreu a três titulares apenas na etapa final de jogo contra Tucumán, pela liga local

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2019 | 04h30

O Talleres não quis correr risco de perder algum jogador por lesão para a partida contra o São Paulo, nesta quarta-feira, no Morumbi, pelo duelo da volta da segunda fase da Libertadores. Em jogo válido pelo Campeonato Argentino, no sábado, contra o Atlético Tucumán, o técnico Juan Pablo Vojvoda escalou 11 reservas no empate por 0 a 0.

Da formação titular que derrotou os são-paulinos por 2 a 0, na ida, em casa, apenas o lateral Enzo Días, o meia Ramírez (autor do primeiro gol) e o atacante Dayro Moreno entraram no decorrer do confronto, já no segundo tempo. Na liga local, o Talleres ocupa a modesta 12ª colocação, com 23 pontos, a 19 do líder Racing – que será o oponente do Corinthians na quinta-feira pela Copa Sul-Americana.

Outros três atletas que começaram no banco contra o São Paulo e participaram da etapa complementar – Bersano, Soñora e Arias – foram titulares. No duelo de ida da Libertadores, o Talleres ganhou por 2 a 0 em casa, resultado que lhe permite perder por até um gol de diferença no Brasil para avançar à etapa seguinte do torneio. Aos brasileiros, resta devolver o placar do primeiro jogo para levar a decisão às penalidades ou ganhar por três gols de vantagem.

Vale lembrar que André Jardine fez exatamente o oposto no fim de semana e levou a campo no sábado uma formação bem próxima da titular, com três exceções: Bruno Peres, Jucilei e Pablo. O time acabou derrotado pela Ponte Preta, por 1 a 0, em Campinas, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.