Divulgação / Flickr do Paraná Clube
Divulgação / Flickr do Paraná Clube

Rival do São Paulo não vence há cinco jogos e só marcou nove gols

Lanterna do Brasileirão, Paraná tem o ataque menos efetivo e a quinta pior defesa do campeonato

O Estado de S. Paulo

22 Agosto 2018 | 11h00

Sem vencer há cinco jogos e na lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 14 pontos, o Paraná sabe que precisa reagir. Mesmo que for para começar diante do líder da competição, o São Paulo, seu adversário nesta quarta-feira à noite, às 19h30, no Estádio Durival Britto, na Vila Capanema.

O problema é que os números não ajudam muito. Na frente, o ataque quase não tem ameaçado os adversários e é o pior da competição. Em 19 partidas, a equipe marcou apenas nove gols. Na retaguarda, a situação não é menos preocupante. Com 25 gols sofridos, o Paraná é dono da quinta pior defesa, à frente apenas de Vitória (39), Sport (30), Vasco (27) e Chapecoense e Vasco (26 cada).  

Aliás, desde que o campeonato foi retomado após a Copa do Mundo, o time entrou em campo sete vezes e saiu derrotado em cinco oportunidades. Empatou um jogo (1 a 1, com o Botafogo) e venceu o América-MG (1 a 0).

Diante de tantos problemas, o técnico Claudinei Oliveira, recém-chegado, fez mistério na escalação do time, mas sinalizou as voltas do zagueiro Cleber Reis e do volante Alex Santana, que cumpriram suspensão automática na rodada passada. Eles devem entrar, respectivamente, nas vagas de Ryan e Jhonny Lucas. Claudinei só confirmou que Mansur vai ser o lateral-esquerdo no lugar de Igor, suspenso.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.