Rivaldo aguarda proposta do São Paulo

O São Paulo fará nesta segunda-feira uma proposta para ter Rivaldo. O clube conta com a ajuda da Siemens, empresa alemã de telefonia que será patrocinadora do time na próxima temporada. O encontro reunirá Carlos Arini (procurador do craque), o diretor de Futebol Juvenal Juvêncio e o diretor de Marketing Eduardo Morato. O acordo tem bom chance de sair. Se ficar no Brasil, Rivaldo dará preferência a um time que dispute a Libertadores. E não é por ter intenção de fazer um contrato de apenas seis meses. ?Não quero fazer contrato de seis meses nem aqui nem na Europa. Contrato curto é para quem tem 36, 37 anos. Tenho 31 e quero um contrato de um ano e meio ou dois. A única chance de assinar por seis meses com um clube brasileiro é já ter um pré-contrato com um clube da Europa para jogar lá a partir do meio ano. Mas nesse caso seria preciso fazer um seguro para eu jogar aqui?, disse neste sábado ao receber a Agência Estado em sua casa de Mogi Mirim. Rivaldo prefere jogar num clube que dispute a Libertadores para ter a chance de realizar o sonho de disputar a final do Mundial no Japão. ?Ganhar a Libertadores é muito mais fácil do que ganhar a Liga dos Campeões, porque hoje em dia é praticamente uma disputa entre Brasil e Argentina. Veja na Europa: Real Madrid e Bayern têm time para lutar pelo título, mas vão se enfrentar na próxima fase.? Se dependesse da vontade de Rivaldo, seu clube no Brasil seria o Palmeiras. Mas isso não significa que teria problema em jogar no São Paulo. ?Gostaria de um dia voltar ao Palmeiras, mas se não for possível jogo em outro clube. Se for para o São Paulo acho que não vou ter problema com nenhuma torcida, porque a rivalidade maior é entre Palmeiras e Corinthians.? O Cruzeiro também vai jogar a Libertadores, mas o jogador deu a entender que dificilmente irá para lá. ?Eles já estão com um timão e acabaram de renovar com o Alex.? Seu empresário também foi sondado pelo Flamengo, que seria ajudado pela Nike ? embora Rivaldo tenha contrato com a Mizuno. Mas o jogador ficou com um pé atrás. ?Para jogar lá tenho que ter a certeza de que vou receber. Não dá para trabalhar de graça e ser cobrado pela torcida e pela imprensa.? Na Europa, Rivaldo só ficará se for para jogar na Espanha ou na Inglaterra. E num time que lute por vaga na Liga dos Campeões, para ele ter a esperança de disputar a final do Mundial. ?Se fosse por dinheiro eu ia para o Catar. Mas quero jogar num time bom. E também não vou para a Rússia porque lá é muito frio.? O Espanyol, de Barcelona, está interessado. Mas sua chance é muito pequena. ?O time está em último e se eu for para lá a pressão vai ser enorme em cima de mim.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.