Pau Barrena/ AFP
Pau Barrena/ AFP

Rivaldo comenta sobre possível volta de Neymar ao Barcelona e prisão de Ronaldinho

Ídolo do Barcelona diz que brasileiro preso no Paraguai 'sairá mais forte de toda essa situação'

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2020 | 16h34

Rivaldo, ídolo do Barcelona, afirmou que o regresso de Neymar ao clube catalão seria bem visto aos olhos da equipe. De acordo com o ex-jogador, o brasileiro não se amedrontaria com a presença de Lionel Messi.

"Ele está com 28 anos de idade e ainda tem muito futebol por jogar, então seria uma grande contratação para o Barcelona, pois chegaria alguém que conhece o time e que tem muita personalidade para fazer diferença sempre que necessário sem se amedrontar com a presença do Messi, e o argentino até gostaria de contar novamente com ele", disse Rivaldo em entrevista a site Betfair.

Além disso, o pernambucano, que jogou a Copa do Mundo de 2002 ao lado de Ronaldinho Gaúcho, comentou a prisão de seu amigo, também ídolo do Barcelona. Para Rivaldo, o acontecimento servirá de exemplo ao ex-jogador.

"Todos temos de passar por nossas provações, e eu acredito que isso servirá de exemplo para ele. Ronaldinho acabará saindo mais forte de toda essa situação chata por que está passando", disse o craque, que ainda ressaltou: "Ele é uma excelente pessoa, muito alegre e carinhosa com todo mundo, e fica difícil entender o que realmente aconteceu lá com a história dos passaportes. Resta esperar e torcer para que tudo dê certo, mas é terrível ter de passar seu aniversário detido no estrangeiro".

O ex-meio-campo, de 47 anos, fez história no Barcelona e acumula um total de 136 gols, em 230 jogos. Pela seleção brasileira, Rivaldo, além de conquistar o bronze olímpico, em 1996, na Olimpíada de Atlanta, foi campeão da Copa do Mundo de 2002, formando o trio de ataque ao lado de Ronaldo e Ronaldinho. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.