Rivellino comemora primeiro gol do estádio e exalta Arena Corinthians

Ídolo corintiano teve a honra de fazer o primeiro gol do palco da abertura da Copa do Mundo

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

10 de maio de 2014 | 14h49

SÃO PAULO - Autor do primeiro gol do novo estádio corintiano, Rivellino comemorou o feito e não poupou elogios à Arena Corinthians, inaugurado neste sábado, a 33 dias do início da Copa do Mundo. A arena receberá seis jogos do Mundial, entre eles a partida de abertura, entre a seleção brasileira e a Croácia, no dia 12 de junho.

"Foi fantástico jogar num campo como esse, pena que na minha época não tinha um essa qualidade toda", afirmou o ex-jogador ao SporTV, depois de anotar o gol em cobrança de pênalti.

A penalidade, curiosamente, havia sido marcada contra o time rival, em falta sobre Palhinha. Mas Rivelino foi chamado para ter a honra do gol e acabou marcando contra sua própria equipe, diante do goleiro Ronaldo Giovanelli. "Nada mais justo que o Rivellino marcar o primeiro gol, foi uma homenagem justa", disse Edílson Capetinha.

Poucos minutos depois o mesmo Palhinha precisou deixar o gramado em uma maca, com suspeita de fratura no ombro esquerdo. Foi o único susto durante o evento, que consistiu em seis jogos de 15 minutos cada para dar chance a todos os jogadores e ex-atletas que foram convocados para a inauguração. Foram mais de 100 ex-jogadores, que já fizeram história com a camisa corintiana e se revezaram no gramado.

Do elenco principal do Corinthians, participaram apenas Jadson e Elias, que não podem enfrentar o São Paulo, domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O evento contou também com os campeões mundiais de 2000, como Vampeta, Ricardinho, Fernando Baiano e o próprio Edílson. Os primeiros gols do Itaquerão foram de bola parada. Depois de Rivellino, Marcelinho Carioca anotou de falta, sua especialidade. E Rincón, na sequência, em nova penalidade.

O próximo encontro da torcida corintiana com o Itaquerão acontecerá no dia 18, na primeira partida oficial do estádio. O adversário será o Figueirense, pela quinta rodada do Brasileirão. Para este jogo, a futura arena da Copa receberá até 43 mil torcedores, apesar da capacidade de 68 mil para o Mundial. A previsão inicial era de que 50 mil ingressos seriam colocados à venda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.