Rivellino sonha com técnico "top" em 2004

Duas derrotas em três jogos já colocaram o futuro de Juninho em xeque. O diretor-técnico do Corinthians, Roberto Rivellino, admitiu que o clube vai precisar de um técnico top em 2004. E que o seu preferido é Émerson Leão, do Santos, adversário do próximo domingo, na Vila Belmiro. Rivellino disse ainda que o clube já está planejando uma reformulação para a temporada do ano que vem. Como o dinheiro é escasso, o Corinthians deverá optar por jogadores de nível intermediário, mas com potencial para ?estourar? no Parque São Jorge. Alguns nomes já estão sendo pesquisados em segredo. Rivellino, porém, não descarta a hipótese de uma grande surpresa: a contratação do meia Djalminha, que trabalhou com o próprio Rivellino, no Japão, é um sonho. "Mas com certeza, o Djalma sozinho não resolveria o problema. Antes dele, o Corinthians vai precisar montar uma boa estrutura, com a chegada de uns três ou quatro jogadores que estejam no ponto de explodir. Nosso desafio será descobrir quem são eles. Depois sim, seria importante trazer o Djalminha para fazer o mesmo que o Luxemburgo fez com o Alex no Cruzeiro", explica Rivellino. Antes de montar o time para 2004, porém, é preciso terminar dignamente 2003. Foi por isso que Rivellino esteve no Parque Ecológico do Tietê, hoje cedo. Antes do treino, conversou com o grupo, pedindo maior empenho para terminar bem a temporada. O dirigente não escondeu que os últimos sete jogos podem ser decisivos para o futuro de cada um. Até o capitão Rogério, ao comentar o interesse do Corinthians por Leão, usou isso como exemplo. "Como podemos falar sobre a vinda do Leão se nem nós sabemos se continuaremos aqui em 2004?", respondeu o ?capitão?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.