Iván Fernandez/EFE
Iván Fernandez/EFE

River avança e pode ser rival de Corinthians ou Boca na Libertadores

Time argentino se classifica em segundo e deve ter pior campanha

Estadão Conteúdo

15 de abril de 2015 | 22h12

Atual vice-campeão argentino, o River Plate conseguiu o que parecia impossível e está classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores. Como deverá ter a pior campanha entre os 16 times da próxima fase, vai pegar a equipe de melhor desempenho. Boca Juniors e Corinthians disputam este posto, ambos com 100% de aproveitamento.

Para se classificar, o River precisava vencer o San José, da Bolívia, no Monumental de Nuñez, e torcer por um resultado improvável: vitória dos reservas do Trigres (México) sobre o Juan Aurich, no Peru.

Em casa, o River fez a parte dele nesta quarta-feira. Depois de um primeiro tempo abaixo da crítica, melhorou na segunda etapa e venceu por 3 a 0 o lanterna do grupo. Em Chiclayo, enquanto isso, um jogão. O Tigres saiu na frente, fez 2 a 1, mas levou a virada em 3 a 2. Na segunda etapa, em 15 minutos, fez três gols e voltou à frente. O Juan Aurich descontou, pressionou, mas perdeu por 5 a 4.

Time do brasileiro Rafael Sóbis, do colombiano Guerrón (ex-Cruzeiro), do uruguaio Arévalo Rios e do zagueiro Juninho (ambos ex-Botafogo), o Tigres fechou o Grupo 6 em primeiro, com 14 pontos. O River chegou a sete, contra seis do Juan Aurich e quatro do San José.

Por enquanto, só os segundos colocados dos grupos do Atlético-MG (1), do São Paulo (2) e do Boca Juniors (5) não têm campanha melhor que do River. Se os brasileiros vencerem seus jogos desta quarta-feira, pela quinta rodada, e o Montevidéu Wanderers (Uruguai) ganhar do lanterna Zamora (Venezuela), quinta, o River não terá mais chances matemáticas de não ser o time de pior campanha das oitavas de final.

Se isso acontecer, o River terá que jogar contra o time de melhor campanha da primeira fase. Até agora, esse posto pertence ao Boca Juniors, que venceu os cinco jogos que fez e fecha a primeira fase em casa contra o Palestino (Chile), na quinta. O Corinthians também pode ir a 18 pontos, mas, em dois jogos, tem que tirar sete gols de saldo.

Boca Juniors e River Plate fizeram a semifinal da Libertadores de 2004, vencida pelo Boca, e a semi da Copa Sul-Americana do ano passado, quando o River deu o troco e partiu para ser campeão. Já o Corinthians tem péssimas lembranças do River, seu algoz nas Libertadores de 2003 e 2006, ambas as ocasiões nas oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.