River-PI e Bragantino confirmam técnico para a temporada 2016

Vice-campeão da Série D do Campeonato Brasileiro, o River-PI acertou a contratação do técnico Zé Teodoro para a próxima temporada. Ele chega a Teresina na próxima segunda-feira para a apresentação oficial, em substituição a Flávio Araújo que acertou com o Fortaleza após perder o título para o Botafogo-SP a decisão da quarta divisão.

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2015 | 21h05

"O River é um time de torcida, de massa e que quer a continuidade do projeto. Tudo isso me seduziu justamente porque já estou acostumado com desafios assim, são características que me identifico", disse o técnico.

Com o contrato de um ano, o novo técnico tricolor também vem com comissão técnica própria, que será anunciada por ele até o dia 2 de janeiro, na apresentação do time para o Campeonato Piauiense e depois para a Série C do Campeonato Brasileiro. O clube ainda vai participar da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil.

Zé Teodoro coleciona passagens por diversos clubes do Brasil, como Rio Branco-SP, Santo André, Náutico, Sport, Ceará, Portuguesa, Avaí, Juventude, Atlético-GO, Fortaleza, Santa Cruz, ABC, Gama, Paulista, Guarani, entre outros.

BRAGANTINO - Wagner Lopes vai ser o técnico do Bragantino na temporada 2016. Quem confirmou o acerto, antes verbal e agora oficial, foi o presidente do clube, Marco Chedid, nesta tarde. Ao mesmo tempo que também confirmou a permanência do preparador físico Benê Ramos e toda comissão técnica que terminou em sexto lugar no Campeonato Brasileiro da Série B, o dirigente revelou a preocupação com a montagem do elenco.

"Nós vamos ter que nos adaptar ao regulamento do Campeonato Paulista, que só permite a inscrição de 28 jogadores. Fomos vítimas disso ano passado, quando fomos rebaixados para a Série A2", afirmou Chedid.

Segundo ele, o clube se especializou em ser uma vitrine, tanto que nesta temporada firmou uma parceria "de muito sucesso" com o Corinthians. O atacante Lincom foi emprestado, bem como outros três jogadores devem se apresentar ao técnico Tite em 2016: o goleiro Douglas, o lateral-esquerdo Moisés, de apenas 20 anos; e o meia Alan Mineiro, artilheiro do time na Série B, com 12 gols.

"Sempre fizemos a inscrição de muitos jogadores e íamos fazendo testes. Agora, o regulamento não permite um índice de erro tão grande, então é preciso acertar na mosca", explicou o dirigente, lembrando, porém, que não pretende fugir da política salarial do clube, com folha salarial em torno de R$ 350 mil por mês.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRiver-PIBragantino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.