Juan Ignacio Roncoroni/EFE
Juan Ignacio Roncoroni/EFE

River Plate elimina Independiente e está na semifinal da Libertadores

Após empate sem gols no jogo de ida, equipe de Marcelo Gallardo vence por 3 a 1 no Monumental de Nuñez

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2018 | 21h46

Em um jogo digno dos grandes momentos da Copa Libertadores, o River Plate se classificou às semifinais da competição. O campeão de 1986, 1996 e 2015 eliminou, nesta terça-feira à noite, o rival Independiente, no estádio Monumental de Nuñez, ao vencê-lo por 3 a 1.

No primeiro jogo das quartas de final, disputado em Avellaneda, os times empataram sem gols. O River, que soma 31 jogos de invencibilidade, assim chegou entre os quatro primeiros da Libertadores pela 17ª vez.

Os primeiros 20 minutos de jogo foram todos do River. Foram quatro finalizações, a principal com Lucas Pratto, que forçou o goleiro Campaña a fazer boa defesa. O Independiente só foi assustar aos 43 minutos. Meza cobrou escanteio fechado, Gastón desviou de leve e Armani fez a defesa.

As maiores emoções estavam reservadas para a etapa final. Logo a um minuto, após rápido contra-ataque, o colombiano Borré fez grande jogada e serviu Scocco, que só desviou na saída de Campaña para fazer 1 a 0. Mas a reação do Independiente não demorou. Aos nove minutos, Silvio Romero aproveitou rebote de Armani para empatar o jogo.

Como o empate com gols daria a vaga para o Independiente nas semifinais, o River foi ao ataque, mas o segundo gol surgiu em um erro na saída de bola do rival. Quintero mostrou categoria, ao bater colocado na saída do goleiro, aos 23 minutos.

O jogo seguiu disputado, com a torcida do River incentivando sem parar. O Independiente, desordenado, buscou pressionar, mas sofria com os contra-ataques do River. Em um deles, aos 39 minutos, Borré recebeu na entrada da área e colocou no ângulo esquerdo de Campaña, que apenas lamentou: 3 a 1.

Classificado, o River Plate aguarda o vencedor entre Grêmio e Atlético Tucumán, que se enfrentam ainda nesta terça-feira à noite, em Porto Alegre. No primeiro jogo, na Argentina, o time brasileiro venceu por 2 a 0.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.